quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

ANOTAÇÕES/IMPRESSÕES #2: Impecáveis (Sara Shepard) - Volume 2 | por Carol Sant

|
Oi, leitores!
Tudo belezinha com vocês? Sim? Que ótimo!
Como muitas pessoas gostaram desse tipo de postagem aqui no blog, decidi fazer de novo, dessa vez sobre o segundo volume da série de Pretty Little Liars, o "Impecáveis". Vamos começar, então? (e se você ainda não leu o primeiro volume da série, eu te aconselho a não continuar a ler o post, pois está recheado de spoiler que vão acontecendo no decorrer do livro).
Hanna Marrin
Se sente não como filha de sua mãe, mas sim como uma assistente.Não possui intimidade com a mãeAbandono do pai (vive constantemente remoendo esse sentimento de rejeição).

✦ Aria Montgomery
Sai com o irmão mais novo para beber e vê o pai, mais uma vez, com Meredith mas dessa vez Mike também vê.
Sofre algumas vezes com ataques de pânico.

✦Emily Fidels
Surtam em relação a sua sexualidade e acha que está sendo constantemente observada.
É vítima de uma tentativa de estupro ou 'quase' estupro por parte de seu ex-namorado, Ben, mas é salva por Toby.

✦ Spencer Hastings
Spencer se vê em conflito com a família por ter beijado o noivo da irmã mais velha - Wren - e se sente um peixe fora d'água toda vez que a família está reunida.
Sabe sobre algo que aconteceu na noite de "a coisa com Jenna", que a s outras garotas não sabem. Porém, ela fica com medo de contar para as meninas e permanece calada.

✦EmilySe aproxima de Toby por ele ter ajudado ela em um acidente de bicicleta.
Emily sente uma estranha atração por Toby, por achar que Allison estava saindo com um cara mais velho e que esse cara poderia ser o Toby.Toby beija Emily (para minha surpresa, já que isso nunca aconteceu na série).

HannaHanna tem um cachorro chamado "Dot" da raça "Pinscher".

✦Emily
Mais uma vez, ela tenta ser quem não é e diz para Maya que está gostando de Toby (improvável na minha cabeça, mas ok).↪ Obs: Isso passa beem longe da série, a Emily e o Toby não tem nenhum tipo de contato amoroso, apenas de amizade!É abordado novamente a questão do racismo da mãe, porém, mais uma vez de forma superficial.

Hanna
O pai de Hanna a chama para passar o fim de semana com ele em um hotel e depois jantar em um restaurante mais chique ainda, ela desiste de ir a Fox (evento beneficiente) para ficar com o pai, mas quando vão ir jantar, Isabel e Kate (mulher e afilhada de seu pai) também foram convidadas.
Hanna é avisada que Sean está no evento beneficente com uma garota.
Hanna fica completamente decepcionada, afinal, achou que o pai gostaria de ficar com a filha que ele rejeitou de forma discreta, mas claro que ele queria sair ganhando com a situação.

✦ Spencer
A família finalmente voltou a falar com Spencer e Melissa lhe pede até desculpas por ter exagerado, mas agora Spencer está em apuros, pois continua se encontrando com Wren e copiou o trabalho de economia da irmã para a escola e A sabe de tudo isso e a ameaça...(óbvio).

✦ Aria
Aria conhece acidentalmente Sean em um episódio de pânico que ela passa e ela lhe conta sobre o segredo de seu pai.
Sean a convida para a Fox (o tal evento beneficente).
Aria não sabe, mas Hanna pretende ter o namorado de volta.Aria e Sean são agredidos verbalmente por Hanna, que vai até a fox e os vêem juntos.

✦Emily
Sofre uma segunda tentativa de estupro do ex-namorado, Ben, mas consegue se desvencilhar dando um chute no meio de suas pernas.
Ela vai a Fox com Toby e no caminho de volta para casa, ele age de uma forma estranha e então a ficha dela cai, ela pensa que Toby é A.

🎭 Primeiro suspeito de ser A é Toby Cavanaugh


✦ Spencer
Spencer é rejeitada por Wren pelo telefone, dias depois de terem transado, ele diz estar saindo com outra pessoa.Obs: que é Mellissa 
Assunto sério abordado: "Só queria transar, agora que já já transamos, estou terminando com você".↪ Obs: Assunto sério sim, por que, isso é bem frequente na nossa sociedade (tanto no Brasil, como em outros países) e claro, isso mostra o caráter do rapaz, no caso de Wren, queria pegar as duas irmãs e consegue, mas não sabe que irá levar um fora de Mellissa.

Hanna
A situação entre Hanna e seus pais se complicam ainda mais. A mãe de Hanna a busca no hotel que estava hospedada com o pai e chegando em sua casa, uma situação muito constrangedora e traumática acontece entre a mãe e Hanna...
↪ Obs: Odiando a Ashley do livro!

✦ Aria
A cumpre com o que prometeu e manda uma carta anonimamente para Ella (mãe de Aria) sobre a traição de Byron com Meredith e diz que aria sabia de tudo e nunca contou a ele durante 4 anos.Ella culpa Aria pelo que aconteceu e se sente mal pela filha nunca ter lhe contado nada. Ella chega até mesmo a ser mais cruel com Aria do que com Byron, que foi quem a traiu...

🎭 Um corpo é encontrado no nosque atrás da casa de Emily. O corpo é de Toby que cometeu suicídio, por overdose de comprimidos! (não posso acreditar nisso, ainda acho que ele vai reaparecer na história).

Bom, por hoje é isso. Espero que vocês tenham gostado <3
De quais livros vocês gostariam de ver minhas anotações e impressões? Deixe nos comentários, quem sabe a próxima anotações/impressões não é do livro que você pediu.
Beijos da Cah 

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

RESENHA: Em Um Bosque Muito Escuro | por Carol Sant

|
Boa tarde, migos!
Tudo belezinha com vocês? AH, CÊS SÃO TÃO LIDINHOS (só quis comentar mesmo, estou querendo nada não HUEH U-U).
A resenha de hoje é sobre um thriller psicológico, muito mais muito tenso e confesso que eu fiquei agoniada em certas partes da história, sou frágil para certas coisinhas (sim, me julguem). Estou falando do livro "Em Um Bosque Muito Escuro", escrito pela autora Ruth Ware e lançado pela Editora Rocco. Enfim, comecemos né!
Aqui nós iremos conhecer a Leonora, que gosta mais de ser chamada por "Nora" e odeia quando a chamam por "Lee", a mulher é um tanto quanto reclusa e até um pouquinho 'anti-social'. Ela quase não sai de seu pequeno apartamento a não ser que seja de extrema urgência ou necessidade, Nora é escritora de romances policiais e acaba por esse ser um dos motivos pelos quais a moça se mantém a maior parte do tempo em seu apartamento.
Mas em uma manhã, ela recebe um e-mail de uma amiga que há anos perderam contato, mas agora Clare - aquela amiga - a convida para sua despedida de solteira no próximo fim de semana. De início Nora estranha o convite, já que faz anos que as duas não se falam, mas acaba por ir à despedida.
Chegando no lugar onde acontecerá o evento, Nora estranha a escolha do lugar - uma casa de vidro no meio de uma floresta - mas, mal sabe ela que a coisa mais normal que ela encontraria naquela lugar seria aquela casa e outra amiga que também é convidada.
Depois de 48 horas, Nora (ou Lee?) acorda em um quarto de hospital, com suas memórias mais confusas do os livros que escreve, ela só tem apenas uma certeza: alguém morreu.
Agora, ela busca por respostas e por verdades do que realmente aconteceu naquela casa naquele fim de semana, mas para isso, ela terá que enfrentar a "Lee" do passado (ou seria Nora?), algo que a mulher odeia relembrar.
"Quotes preferidos":
  • "Crianças de cinco anos podem ser incrivelmente cruéis. Dizem coisas que nenhum adulto diria, comentários sobre a sua aparência, sua família, seu jeito de falar, seu cheiro, as roupas que usa. Se alguém falasse com você desse jeito no emprego, seria demitido por assédio no local de trabalho, mas na escola é apenas o jeito que as coisas são. Toda turma tem um saco de pancadas, acriança com quem ninguém quer sentar, a que é acusada de tudo e última a ser escolhida nos jogos de equipe. E talvez fosse inevitável que toda turma tivesse uma abelha rainha."
  • "— As pessoas não mudam — disse Nina com amargura. — Elas só ficam mais habilidosas para esconder o que realmente são."
  • "Existe uma espécie de efeito focal que ocorre quando se está muito doente. Vi acontecer com meu avô, quando ele estava indo embora. A gente para de se importar com grandes coisas. Nosso mundo encolhe e passa a ser de preocupações pequenas: como a faixa do robe que incomoda nas costelas, a dor na coluna; a sensação de uma das mãos na sua."

A capa é maravilhosa, com acabamento emborrachado e todo trabalhado por dentro, é lindo aos olhos. Porém, tenho algumas observações para comentar com vocês!
Em certo ponto da história senti que a autora estava enchendo o leito de linguiça (o que acaba me irritando muito quando autores fazem isso, por que né, convenhamos que não é nada legal). E apesar da escrita ser muito empolgante e que nos faz ficar curiosos para saber o que vai acontecer no próximo capítulo, isso acabou não funcionando para mim e com certeza foi um livro que demorei bastante para concluir a leitura.
No geral, é um ótimo livro, muitas pessoas adoraram a trama e falaram muito bem do livro, mas para mim infelizmente, é um livro mediano. Porém, acho que se eu tivesse lido ele em outro momento, teria curtido mais a história. Mesmo assim, é uma obra que eu recomendo, principalmente para os fãs de thrillers psicológicos.
Beijos da Cah 

Classificação: 


segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

FAVORITOS DO MÊS: Janeiro | por Carol Sant

|
Boa tarde, leitores!
Tudo belezinha com vocês? Sim? Então vamos começar esse post <3
Não costumo fazer esse tipo de postagem, mas hoje estou com vontade, então vou fazer (aquelas né, que só faz as coisas quando quer haha), vim mostrar para você os meus favoritos de Janeiro, que foi muita coisa então não vamos enrolar u.u


Começando com livros que li em Janeiro, óbvio né?!

Meu livro favoritos de Janeiro, foi com certeza absoluta "Dartana", do autor nacional André Vianco. O livro foi publicado pelo selo 'FÁBRICA 231', da editora Rocco e vem sendo bem comentado até o momento. O livro é incrível, o mundo que o autor criou neste livro é realmente muito, mas muito diferente de tudo que você já conheceu, sem dúvida alguma! Eu fiz uma vídeo resenha dele lá no canal, então se você quiser dar uma olhada e saber sobre o que o livro se trata com mais detalhes, é só clicar AQUI!
SINOPSE: "Dartana apresenta um mundo retalhado entre vida e morte, fé e descrença, mitologias e mentiras. No romance, o primeiro de uma trilogia, Dartana é um planeta castigado por uma maldição da qual somente as feiticeiras escapam. Quando um novo deus da guerra surge, muitos habitantes daquele mundo sombrio marcham com ele rumo ao Combatheon, uma plataforma de guerra que representa sua única chance de se libertar da terrível maldição. Esbanjando criatividade e domínio narrativo, André Vianco constrói uma obra surpreendente em que deuses guerreiros, feiticeiras, soldados e construtores se unem para forjar um novo mundo."
Ponto forte: fantasia nacional contemporânea escrita por um dos maiores representantes do gênero.

Prateleira: fãs de Raphael Draccon e Eduardo Spohr.

Sobre filmes, infelizmente não tem como eu escolher só um como favoritos, por que em Janeiro eu assisti muita coisa mesmo, e confesso, eu não sou muito de filme, mas mês passado estava no pique HUEHUE', então vou lista os meus favoritos, todos eles levaram 5 estrelas e um favoritado no meu coraçãozinho u.u


O primeiro dessa listinha é com toda certeza "Bang Bang, Você Morreu", dirigido pelo Guy Ferland. Na verdade eu revi esse filme maravilhoso, a primeira vez que assisti foi na escola e até hoje eu sou grata ao professor que me apresentou essa obra. O filme é simplesmente impressionante e chocante ao mesmo tempo, mas de uma forma balanceada. Um filme sobre bullying, massacre escolar, perdão e esperança e eu AMO FORTE! Alias, no youtube tem o filme completo, tanto dublado como legendado, com uma boa qualidade de imagem e áudio, confira AQUI!
SINOPSE: "A trama conta a história de um excelente aluno que após ser perseguido pelos colegas do time de futebol da escola, ameaça soltar uma bomba e explodir o prédio. Mesmo sendo a bomba de mentira, passou a ser mal compreendido pelos alunos e pelos professores. Porém, recebe um convite do professor de teatro para o papel principal da peça “Bang, bang, você morreu” e passa a vivenciar a mesma situação e a motivação por vingança. O filme leva à reflexão sobre preconceito e violência na escola, bem como a maneira como certos acontecimentos podem influenciar a vida das pessoas. Como o respeito aos colegas e às diferenças são importantes na vida dos jovens e podem trazer sérias consequências."

Outro filme incrível que assisti foi "3096 Dias", que é baseado em fatos reais e extremamente agoniante, pois fala sobre uma menina de 10 anos que foi mantida em cativeiro por mais ou menos 10 ou 12 anos. Apesar de ser um tanto quanto agoniante, a história também muito inspiradora. Recomendo muito que todos assistam ao filme, por que com certeza será uma lição de vida aprendida! 
SINOPSE: "O filme é baseado na história real de Natascha Kampusch, que foi raptada e mantida em cativeiro entre os anos de 1998 e 2006. Capturada em uma rua de Viena aos dez anos, o longa narra sua vida ainda em liberdade, passando pelo período de isolamento completo do mundo exterior, onde sofreu abusos físicos e psicológicos, até o momento de sua fuga e readaptação a vida em sociedade."

Mais um filme inspirado em fatos reais, é o filme "Zero Day" baseado no massacre da escola Columbine, onde dois jovens - Eric e Dylan - planejam o massacre que irão fazer em sua escola, onde eles documentam tudo o que fizeram antes do trágico dia em fitas cacetes. O filme é tão deprimente quanto o que realmente aconteceu, é algo que me deixa extremamente triste, mas infelizmente, é algo real na sociedade dos EUA. Vale a pena assistir!
SINOPSE: "O filme é um documentário falso sobre dois amigos, Calvin Gabriel e Andre Kriegman que, prestes a se formar, decidem entrar em sua escola e atirar nos alunos. Falando diretamente para as câmeras amadoras, eles explicam detalhadamente seu plano e acompanhamos seus passos, até o final."
No mês de Janeiro também assisti a dois documentários sobre assuntos seríssimos, bullying e massacre escolar, ambos são muito agoniantes e triste, então ressalto que deve ter estômago para assisti-los.

Um documentário incrível que assisti, foi "Bullying", ele está disponível na Netflix e se não me engano, no youtube também tem ele completinho em boa qualidade de imagem e áudio, basta clicar AQUI para assistir ao documentário no youtube. Neste documentário nós conhecemos algumas crianças/adolescentes que sofrem bullying na escola. E no caso de um menino inclusive são explicitas as cenas de bullying dentro do ônibus escolar, vale a pena mesmo assistir e se manter por dentro do assunto.
SINOPSE: "Em 2011, cerca de 13 milhões de crianças americanas sofreram algum tipo de bullying, seja na escola, no ônibus, em casa, no bairro em que mora ou através de celulares ou da internet. Este documentário busca analisar esta situação, levando em conta tanto as vítimas quanto quem pratica bullying, além do porquê de tamanho silêncio em torno do assunto, tendo como parâmetro da realidade nos Estados Unidos."


Mais um documentário que tem como tema o bullying, só que dessa vezes muito mais pesado, é "Tiros em Columbine" que também vai contar a história de Eric e Dylan, dois amigos que abriram fogo contra seus colegas e professores. É algo completamente difícil de assistir, já que eles mataram 13 pessoas, deixaram tantas outras feridas e se suicidaram logo em seguida. 
SINOPSE: "Documentário que investiga a fascinação dos americanos pelas armas de fogo. Michael Moore, diretor e narrador do filme, questiona a origem dessa cultura bélica e busca respostas visitando pequenas cidades dos Estados Unidos, onde a maior parte dos moradores guarda uma arma em casa. Entre essas cidades está Littleton, no Colorado, onde fica o colégio Columbine. Lá os adolescentes Dylan Klebold e Eric Harris pegaram as armas dos pais e mataram 14 estudantes e um professor no refeitório. Michael Moore também faz uma visita ao ator Charlton Heston, presidente da Associação Americana do Rifle."
Agora vamos falar sobre séries de TV, eu assisti 3 séries mas só finalizei uma e é desta que eu quero falar aqui.

Sim, estou falando de Pretty Little Liars mas especificamente da 6º temporada, que foi disponibilizada na netflix, eu surtei demais enquanto assistia a série, minha amiga Eloh que sabe né UHAUSH
Esse temporada foi de tombar, foi um super lacre, teve várias revelações, inclusive sobre quem é realmente A, uma das temporadas mais BANG BANG da série!
P.S: SE VOCÊ AINDA NÃO ASSISTIU A 5º E 6º TEMPORADA, TE ACONSELHO A NÃO LER A SINOPSE ABAIXO.
SINOPSE: "Continua imediatamente após o final da quinta temporada, com Aria, Emily, Hanna, Spencer e Mona presas do lado de fora da "casa de bonecas" – onde seu atormentador, Charles, tem mantido elas – sem ter para onde correr. Irritado com a tentativa de fuga, os jogos de Charles tomam um rumo mais louco e mais sombrio. Como as meninas lutam para sobreviver, Ezra, Caleb e Toby continuam a luta para encontrar as meninas com ou sem a ajuda da polícia de Rosewood. A história de Charles começa a se encaixar, e as mentirosas, eventualmente, resolvem o enigma e desmascaram Charles, finalmente, colocando um fim ao jogo de "A", e todas as perguntas – Quem matou a mãe de Toby? Quem acertou Alison na cabeça com a pedra na noite em que desapareceu? Quem é Casaco Vermelho? Quem matou Bethany? Quem é a Viúva Negra? Por que "A" vem atormentando as meninas todo esse tempo? – são respondidas. Mas isso não é o fim do mistério! A segunda metade da temporada salta cinco anos adiante com novos segredos, novas mentiras e um visual totalmente novo.
Cada um das meninas têm prosseguido com seus próprios caminhos e começaram a se ajustar a uma vida sem "A", quando algo acontece em Rosewood que as obriga a voltar para onde tudo começou. Divididas entre seus velhos hábitos e as suas novas vidas, os eventos em Rosewood obrigam as mentirosas à unir forças, mais uma vez, como as relações são postas à prova e segredos são revelados. Tendo amadurecido ao longo dos últimos anos, estas não são as mesmas meninas que saíram de Rosewood. À medida que novas mentiras surgem - como elas vão seguir em frente sem voltar atrás?"
E para finalizar, vamos as minhas músicas favoritas do mês de Janeiro, todas as músicas que eu citar aqui significa que foram as que eu mais ouvir, tipo. repetidamente.

Uma das músicas que mais ouvi em Janeiro foi "Poeira Estelar" da banda Fresno, do novo CD lançado a pouco tempo (o novo CD da banda se chama "A Sinfonia de Tudo o Que Há"). É uma música que me emociona, afinal, ela fala de superar as coisas ruins e seguir em frente, como sempre o Lucas me emociona com mais uma de suas muitas composições! 
Para conhecer a música "Poeira Estelar", da banda Fresno basta clicar AQUI, se prepare para se comover com essa letra maravilhosa <3   

Outra música da banda Fresno foi "Sono Profundo" do CD "Ciano", já lançado a um bom tempinho em 2006. 
Mesmo a música já sendo um pouquinho antiga, eu voltei a escuta-lá freneticamente, principalmente, nos dias de bad (quem nunca né?!), o Lucas diz ter feito a letra para sua primeira namorada em seu livro "Eu Não Sei Lidar", lá ele explica sobre a letra e tudo mais, é bem interessante de saber, principalmente, para os fãs da banda.
Para conhecer a música "Sono Profundo", da banda Fresno basta clicar AQUI...


Uma das músicas que mais ficou em moda "repet" foi "Não Sei Lidar", da banda nacional Zimbra <3
A banda foi uma grande descoberta também no mês de Janeiro, principalmente, o album "Azul", que foi um dos que mais me tocaram, com letras que conseguem me identificar com clareza. É incrível como nossas bandas nacionais são boas e como muitas vezes não nos damos conta disso.
Para conhecer a música "Não Sei Lidar", da banda Zimbra, basta clicar AQUI e óbvio, se apaixonar por essa banda maravilhosa!


A música que me fez conhecer a banda já citada acima, "Zimbra" foi a música "Já Sei", que encontrei por acaso navegando pelo spotify. Mais uma das músicas da banda que fala por mim, a letra é um tanto quanto bonita e triste ao mesmo tempo, de uma forma balanceada.
Outra música da banda que vale a pena conhecer, para escuta-la basta apenas clicar AQUI, e ei preste atenção na letra, que é um dos pontos altos da banda!



E por fim, mas não menos ouvida foi a música "Bredroom Window", da banda americana "The Pretty Reckless", que tem como vocal nada mais nada menos do que Taylor Momsen. Eu admiro muito a banda por acompanhar desde o comecinho, também é uma das únicas bandas que consegue falar por mim sem fazer muito esforço. Quem não conhece, mds, que mundo você está vivendo?
Para conhecer a música "Bedroom Window", da banda The Pretty Reckless, basta clicar AQUI e conheça essa banda mega moderna de rock 'n' rool!
Enfim pessoal, esse foram os meus favoritos do mês de Janeiro, e ai, quais foram os favoritos de vocês do mês passado? Já assistiram esses filmes e documentários? Ou já ouviram essas músicas? Já viram a 6º temporada de PLL? Deixam nos comentários o que acharam dos meus favoritos.
Beijos da Cah 

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

NOTÍCIA: Editora independente do Amazonas busca apoios culturais para a Bienal do Rio

|
Oi de novo, gente linda <3
Recado rapidinho para autores/leitores e pessoas que venham a se interessar, eu achei uma atitude maravilhosa, pena que não sou do Rio :(
Leia mais do que eu estou falando, abaixo:
Com sete títulos de autores nacionais para levar à edição deste ano da Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, que acontece entre agosto e setembro, a editora amazonense Lendari abriu, esta semana, a possibilidade para que empresas possam estampar suas marcas nos miolos das obras, brindes e outros impressos em troca de apoio cultural.
A ideia do selo especializado em fantasia e ficção científica é obter mais recursos para ajudar a financiar pelo menos quatro obras inéditas, reimprimir outros títulos de sucesso já esgotados e investir nas operações de logística, como hospedagem e translado dos livros até o pavilhão Riocentro, na Barra da Tijuca, espaço que sediará a décima-oitava edição do maior evento literário do Brasil.
“Além de ajudar a lançar os novos livros, a abertura de espaço como apoio cultural é uma forma de aproximar as empresas do setor privado no circuito cultural. Em tempos de crise, esse tipo de investimento pode ser uma forma alternativa e interessante de promoção de marcas: você não exibe sua empresa, simplesmente, mas a associa com literatura e cultura”, avalia o publisher, editor e escritor Mário Bentes, criador da Lendari.
Entre os títulos de destaque para 2017, estão “O Capirotinho: uma dose de porquês antes do fim”, do ilustrador mineiro Guilherme Infante, que chega ao mercado editorial depois de fazer enorme sucesso nas redes sociais com seu personagem: um diabinho que faz reflexões pessimistas e bem-humoradas sobre diferentes aspectos da vida.
Outra obra que tem alto potencial é “Alec Dini e o Vórtice do Tempo”, do paulista Felipe Recchia Pan, que vai explorar a lacuna deixada por Harry Potter. Mas, neste caso, a série vai investir em uma fantasia baseada em mitologias pouco exploradas, como as lendas celtas do Reino Unido e da Irlanda, e os contos clássicos do Rei Artur.
A editora ainda vai lançar dois outros títulos: “O último Gargalo de Gaia: distopias, steampunk e dias finais”, antologia de ficção científica com autores de todo o país, e “O Chamado à Aventura de Criar: a jornada do herói, criação de personagens e métodos de escrita”, obra de Bentes que vai orientar novos autores. Já os livros esgotados são “A Rainha de Maio”, de Jan Santos; “Quase o fim”, de Leila Plácido; e “Minhas conversas com o diabo”, do próprio Bentes.
O editor explica que as empresas interessadas podem entrar em contato com a Lendari para saber as possibilidades de exposição de marca, valores e contrapartida. “Queremos ampliar o que conseguimos em 2016, para a Bienal de São Paulo, quando tivemos três empresas parceiras. Para 2017, são mais títulos e, portanto, mais investimentos. Queremos montar ações estratégicas em que todos saiam ganhando”, garante. Os contatos podem ser feitos pelo site da editora (http://www.lendari.com.br/contato/), redes sociais ou pelo e-mail: principal@lendari.com.br.
E ai? Se interessou? Então corre entrar em contato com a editora agora mesmo <3
Beijinhos 

RESENHA: A Mare, Ponte Ao Amor | por Carol Sant

|
Olá leitores!
Tudo numa boa com vocês? Espero que sim.
Hoje venho trago a resenha de um livro bem curtinho, mas que é bastante cativante, vamos lá? Então vaaaaaamos :)
Bom, estou falando deste livro aqui, da autora nacional "Bruna Galluzzi", o livro foi lançado pela editora Chiado e ta bom, vou parar de enrolar e começar a resenha!
Neste livro aqui nós vamos conhecer a Laura, que é uma moça de família tradicional italiana, mas que mora no Brasil desde muito pequena, porém, vira e mexe a moça precisa viajar para seu país natal por conta de trabalhos na empresa de seu pai, na qual trabalha.
Mas é claro que o amor entra na vida de Laura de uma forma inesperada e ela conhece Vince, que depois de saírem por um tempo juntos, se torna seu namorado. Com suas viagens, o tempo passa e a moça só quer mesmo se firmar em seu interior, ela apenas quer uma vida boa, porém, o relacionamento que agora já tem quase 4 anos começa a esfriar de uma forma que ela não consegue compreender.
Laura tem certeza do que sente por Vince e Vince também tem a certeza do que sente pela moça, mas, entre uma viagem aqui e outra, o casal acaba perdendo um pouco aquele amor de início de namoro, e Laura então consegue mais falar com Vince nem mesmo por mensagem, já que viajou para um lugar onde o sinal é péssimo.
Porém, Laura acaba descobrindo que esteve perto de Vince em outra perspectiva e é então que ela tem uma grande (e bem fofa) supresa, que é claro, eu não posso contar,  (acreditem, eu queria contar)! HAHA

Algumas das minhas citações preferidos, confira abaixo:
  • "Não tem nada a ver com isso. Só que o tempo, da mesma forma que une as pessoas, as separa, se o casal não souber lidar com situações de risco. É, parece que começamos a passar por testes, somos colocados à prova o tempo todo, me parece até que passamos de fase sabe, de nível, como em um videogame, um simples jogo. Aquele que não souber enfrentar os obstáculos fica no meio do caminho, não segue o ciclo.
    No começo, tudo é teoria. Você sabe como é a personalidade do outro em questão porque passou a analisá-lo o tempo todo. E porque te contaram mais um pouco. A família, e a família. Só que, mais que saber você precisa é colocar em prática. Lidar com aqueles vícios, com aqueles traços individuais de comportamento, de ser. Ninguém consegue chegar ao final dominando todos os requisitos pré-estabelecidos, mas acho que consegue o bastante pra prova final.
    Não me lembro da nossa primeira briga, não sei se foi banal, ou se tinha fundamento. Importa agora? Só que por mais que, ao final de todas as brigas, você ainda fale "que essa seja a última vez, porque nos amamos", nunca haverá a última briga, último desentendimento. Até mesmo porque isso é importante para o crescimento do casal. Então, aprendam apenas a conversar mais, para não chegar ao ápice do nervoso."
  • "Como podemos fazer para saber se chegamos ao ponto final, assim como se faz em uma viagem de ônibus? Não queria me tornar aquela pessoa que escreve melancolicamente, só que me faltam as palavras e os pensamentos positivos. Tudo para mim está nebuloso, diferente daquele colorido que ganhei com o amor."
  • "De certa forma, todas continuam iguais na aparência, mas amadureceram."

O livro é bem curtinho com apenas 117 páginas, a escrita da autora é bem rápida de ler e fluí com facilidade, o que é ótimo. Por ser um livro curto e com uma escrita fluída, pode-se dizer que eu estava esperando um pouquinho mais do livro.
O livro conta uma história de amor, depois fala sobre como é sobreviver ao relacionamento, mas senti que a autora em alguns momentos pulava muito rápido partes da história, coisas que ela poderia ter incrementado e mostrado de uma forma bem mais realista. Como por exemplo, os anos passam muito apressadamente, de repente você está em um capítulo em que o casal ainda está saindo para se conhecer e no próximo, BUM, eles já estão namorando e no próximo já estão juntos a anos. 
Tirando essa pequena observação que acabou por me incomodar um pouquinho, já que vi que a autora tem um grande potencial para escrever e poderia ter se estendido um pouco mais, sem medo de encher linguiça, já que aqui até faltou.
Em geral, é um ótimo livro com uma linda história de amor, que vale muito mas muito a pena conhecer. Como o livro é curtinho você lê que nem sente, eu li em apenas um dia e fiquei com gostinho de quero mais. Sim, recomendado!
Beijos da Cah 
Classificação:

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

ANOTAÇÕES/IMPRESSÕES: Maldosas (Sara Shepard) - Volume 1 | por Carol Sant

|
Oi gente, tudo belezinha por ai?
Hoje eu venho fazer uma coisa beeeem diferente aqui no blog (acho que nunca fiz isso aqui, aliás), mas enfim, eu geralmente faço anotações enquanto estou lendo meus livros, principalmente se estiver em um projeto de leitura, como por exemplo o projeto que estou organizando neste ano de "Lendo PLL". Então decidi mostrar para vocês quais foram as minhas anotações e impressões durante a leitura do primeiro livro da série de Pretty Little Liars, o "Maldosas", da autora Sara Shepard. Antes de tudo, se você não está participando do projeto ainda mas quer participar, basta clicar AQUI e clicar em "participar do grupo" lá no facebook. Ok, sem mais enrolações, vamos começar (e se você ainda não leu o primeiro volume da série, eu te aconselho a não continuar a ler o post, pois está recheado de spoiler que vão acontecendo no decorrer do livro).

 Raquel Mattoso, diferenças que ela notou:
Emily tem irmãos (e na série ela é filha única)
Maya tem um irmão mais novo (e na série ela também é filha única)
Aparência física das garotas.
obs: Hanna é morena, Emily é ruiva, Mona é loira (você deve estar pensando, mas, COMO ASSIM? E sim, eu me fiz a mesma pergunta).

 Allison - A Garota Má
Amiga malvada
Amiga 
chantageadora
Humilha as outras quatro garotas (Emily, Aria, Hanna e Spencer) de uma forma muito discreta e sutil, de maneira que nenhuma delas percebe a humilhação).
AMIZADE ABUSIVA

 Hanna - A Garota Com Problemas Demais
Sofre de Bulimia, porém, ela esconde de todos esse problema, nem mesmo sua melhor amiga "Mona" sabe da situação.
Tem o hábito de roubar coisas em lojas caras na companhia da amiga (que faz a mesma coisa), mesmo tendo condições financeiras para comprar tal coisa.
É uma doença chamada: Cleptomania

 Tayane Letícia, comentou:
O livro tem características diferentes e bem mais detalhadas do que na série de TV.

 Amanda Moraes, fez observação e comentou:
Está lendo os livros com o projeto pela segunda vez, leu a primeira vez quando tinha entre 13 e 14 anos de idade
Disse que as pessoas estranham muito a aparência física das garotas e os casais dos livros em relação aos casais da série
Ela gosta como os livros explicam a amizade entre as cinco amigas
↪ Obs: "praticamente todos fumam cigarros no livro, inclusive Spencer e Hanna."

Citação:
" O inferno são os outros", de um filósofo francês.

 Spencer - A Garota Que Gosta de Ganhar
No livro os Hastings tem empregada, dois labradores e uma gata (e na série eles não tem nem empregada e nenhum tipo de animal) - só uma observação, já que não interfere em nada na história (é que eu amo animais <3)

✦ Hanna 
Ler a página 127, parágrafo 3,4 e 5: "O cheiro doce e morno atingiu seu rosto. Antes que pudesse se controlar, Hanna enfiou uma porção enorme de batatas na boca. As batatas ainda estavam tão quentes que queimaram sua língua, mas ela não ligou. Era um alívio tão grande; essa era a única coisa que a fazia se sentir melhor. Ela não parou até comer todas as batatas e lamber as laterais da embalagem para aproveitar até o último grão de sal que ficara ali.
Logo em seguida ela se sentiu muito, mas muito mais calma. Mas assim que voltou para a entrada principal, aqueles sentimentos familiares de sempre, pânico e vergonha, se instalaram dentro dela. Hanna impressionou-se porque, apesar de fazer muitos anos que ela se comportava assim, a sensação era sempre a mesma. Seu estômago doía, sentia que suas calças estavam apertadas e tudo o que queria era se livrar do que estava dentro dela.
Ignorando os latidos estridentes de Dot (Hanna tem um cachorro no livro) em seu quarto, Hanna disparou escada acima até o banheiro, bateu a porta e caiu no chão frio. Deus graças a Deus por sua mãe ainda não ter chegado do trabalho. Pelo menos, ela não poderia ouvir o que Hanna ia fazer."

Senti que Hanna tem um grande ressentimento de Allison, por conta de que em alguns capítulos do livro, ela pensa em como  gostaria de que Ali estivesse ali para ver onde ela chegou e como ela está fisicamente agora (magra, popular, namorando Sean, etc).
Hanna tem um cachorrinho (o Dot).
Pai ausente Gordo fóbico Hanna traumatizada.
 Quando Hanna passou um fim de semana na cada do pai, foi quando a moça se forçou a vomitar pela primeira vez na vida.

 Emily - A Garota Que Não Sabe Do Que Gosta
Emily tem um namorado chamado Ben, porém, quando ela conhece Maya (uma vizinha que acabou de se mudar), o clima entre as duas começa a esquentar, mas Emily foge da situação por medo.
Emily percebe em uma discussão que tem com a mãe sobre Maya, de que a mãe é racista, pois pede para a filha se afastar da moça sem motivo algum e com certas palavras que dão a entender o seu racismo.
ASSUNTO SÉRIO: racismo (abordado no livro, deixado de fora da série)
FAMÍLIA FIDELS:  típica família americana, conservadora e tradicional.
A descoberta de Emily sobre sua orientação sexual.

 Hanna 
Namora Sean
REJEIÇÃO 
trauma sobre o abandono do pai vem a tona sem que ela mesma perceba.
Vingança contra o namorado pela rejeição.

 Maya - A Vizinha Bonitinha
Assunto sério abordado no livro, mas de forma superficial, claro que poderia ser muito mais bem trabalhado!
AUTO-MUTILAÇÃO: prática muito comum entre adolescentes e jovens, em média até seus 25 anos.

 Aria - A Garota Diferentona da Turma
Conhece um carinha, mas no dia seguinte (depois de dar uns amassos com o rapaz no banheiro de um bar), descobre que aquele mesmo carinha é também seu novo professor de inglês e literatura, GRANDE DECEPÇÃO.
Guarda um grande segredo de todos sobre seu pai, inclusive de sua mãe (a maior interessada), porém, apenas Allison também sabia desse segredo.

 Conclussão e observações finais
É incrivel como os jovens americanos vão em festas e mesmo sendo menores de idade, conseguem bebidas e drogas. E outra coisa surreal, é em relação a como eles bebem, fumam e se drogam, tipo, SEMPRE.
Espero que tenham gostado deste post bem diferentão aqui no blog, se gostaram por favorzinho, comentem para que eu saiba e possa fazer mais posts nesse estilo!
Beijos da Cah